‘É a concretização de um sonho’, diz Luan Santana sobre novo DVD

RIO – O terceiro DVD de Luan Santana, “O nosso tempo é hoje”, chegará às lojas  na segunda-feira, mas o cantor está atiçando a curiosidade de suas fãs desde o  início do mês, quando divulgou o  primeiro teaser. Há pouco mais de uma semana, ele também colocou em seu  canal no YouTube o vídeo da música “Tudo que você quiser”, com mais uma amostra do show  gravado em julho, na Arena Maeda, em Itu.

Luan tratou a produção deste DVD como “uma festa ousada e grandiosa”, segundo  o próprio, com direito a cenário 360º. Os pedacinhos de material já divulgados  dão pistas sobre a enorme estrutura: paineis de LED, fogos de artifício e muitos  músicos. Quinhentos profissionais estiveram envolvidos na produção, e 100  carretas foram necessárias para transportar os equipamentos. Com 20 faixas, o  trabalho será lançado oficialmente no dia 19 em 18 salas de cinema de todo o  Brasil, incluindo Rio e São Paulo. Porém, antes de os fãs conferirem  pessoalmente o resultado, o príncipe do sertanejo conversou com a Megazine sobre  essa empreitada ambiciosa.

O GLOBO: Dá para notar pelo teaser que a produção de “O nosso tempo é  hoje” é grandiosa. Por que você quis investir tanto nesse DVD?

LUAN SANTANA: A princípio, pensei em fazer algo intimista para a gravação,  mas percebi que esse projeto precisava ser grande, precisava corresponder às  expectativas do meu último DVD gravado no Rio (na HSBC Arena), em 2010. Então  criamos um mundo. A ideia era montar uma aldeia, onde o público também fosse  parte do show. Queria que os fãs pensassem: “O show não está ali na frente, eu  sou o show também”. E deu certo!

E o que os fãs estão achando das pílulas até agora?

Colocamos na semana passada a primeira música do DVD na internet (“Tudo que  você quiser”). Fiquei realmente surpreso. Foram dois milhões de visualizações em  menos de 48 horas: o vídeo mais visto no Youtube durante os dois dias. Espero  que todos sintam pelas imagens e pela música, um pouco do que sentimos naquele  dia.

Em quais artistas você se inspirou para montar o conceito do  DVD?

Esse DVD foi inspirado nos grandes festivais de música eletrônica. A Arena  Maeda foi escolhida propositalmente. Ela é palco de alguns desses grandes  festivais, então não tinha lugar melhor para receber o projeto.

Qual é o seu momento favorito do show?

A abertura é sempre muito emocionante. Ver todo o público ali, no mesmo  espaço onde ensaiamos quando ainda estava vazio… Mas um dos momento de que  mais gostei foi durante a música “Tudo que você quiser”. Havíamos soltado um  áudio não oficial apenas três dias antes do evento, e o público cantou como se  fosse um sucesso antigo. Foi emocionante.

Comenta um pouco sobre a escolha desse título?

“O nosso tempo é hoje” fala sobre viver o presente, não deixar para depois  aquilo que pode ser feito hoje. Esse DVD foi um projeto que eu particularmente  abracei de corpo e alma. Participei de todos os momentos, da concepção à escolha  do nome, das imagens, frases… Tudo. Por isso esse projeto é tão importante  para mim.

Você ficou muito tenso antes de entrar no palco, já que era um  projeto especial?

Demais. É a concretização de um sonho. Tantas noites mal dormidas, tanta  gente trabalhando, pessoas se deslocando do país inteiro apenas por você, ali. É  muita responsabilidade e emoção. É indescritível.

Depois de lançar um trabalho ao qual você se dedicou tanto, qual o  próximo passo?

Tenho muitos planos, mas, por enquanto, quero desfrutar do presente. Afinal,  o nosso tempo é hoje.

Fonte: O Globo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: